terça-feira, 23 de novembro de 2010

Como foi descoberto o princípio da vacina?

Durante quase 20 anos, entre as décadas de 1780 e 1790, Jenner colecionou uma série de dados mostrando que indivíduos previamente contaminados por uma doença bovina, similar à varíola humana, ficavam refratários à varíola.

Ao observar que as mulheres responsáveis pela ordenha quando expostas ao vírus bovino tinham uma versão mais suave da doença, ele recolheu o líquido que saía destas feridas e o passou em cima de arranhões que ele provocou no braço de um garoto de 8 anos de nome Jame Phipps. O menino teve um pouco de febre e algumas lesões leves, tendo uma recuperação rápida.

A partir daí, o cientista pegou o líquido da ferida de outro paciente com varíola e novamente expôs o garoto ao material. Semanas depois, ao entrar em contato com o vírus da varíola, o pequeno passou incólume à doença. Estava descoberta assim a propriedade de imunização.



Ele realizou novas inoculações em outras crianças, inclusive em seu próprio filho.

Em 1798, seu trabalho foi reconhecido e publicado.
O nome vacina vem do latim vacca, que significa vaca, e foi criado por Jenner.  

Vale destacar, porém, que Jenner não foi o primeiro a desenvolver um modo de imunização contra a varíola. Por volta do ano 1000, a medicina tradicional chinesa já utilizava um método que constava em extrair o pus das vesículas em estágio avançado de um doente e inoculá-lo em jovens fortes e sadios. Observava-se que esses indivíduos adquiriam formas brandas da doença e a seguir tornavam-se imunes a ela.

Fonte: adaptado de: http://www.vacinas.org.br/


Bom estudo!
Karine*

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget