segunda-feira, 27 de maio de 2013

Imunologia nas Escolas participa de simpósio de educação e ciência

O Simpósio da Rede Nacional de Educação e Ciência 2013 acontece de 26 a 29 de maio na cidade de Petrópolis, Rio de Janeiro. O evento reúne 40 grupos de mais de 20 universidades públicas brasileiras.  Conheça a programação: http://goo.gl/qFBng 

O coordenador executivo do Projeto Imunologia nas Escolas, Daniel Manzoni de Almeida, participa do simpósio. O objetivo é apresentar experiências da iniciativa e conhecer o trabalho dos integrantes da rede, de acordo com Daniel. 

Experiências do Projeto Imunologia nas Escolas serão compartilhadas em simpósio nacional - Foto: iii-INCT  

A rede busca novos caminhos para o ensino eficiente de ciências a jovens de baixa renda. Para isso, os grupos desenvolvem e compartilham metodologias que facilitam o aprendizado e desmistificam a ciência. 

“Nossa proposta está em sintonia com o que a rede desenvolve. Estamos em fase de expansão para outros locais do Brasil, buscamos parcerias e financiamentos para a autonomia do Projeto Imunologia nas Escolas. Conhecer experiências nesse simpósio é de extrema importância”, comenta o coordenador executivo.

sexta-feira, 24 de maio de 2013

Alunas do Projeto Imunologia nas Escolas lançam ‘Geração Ciência’

Publicado em maio de 2013, o jornal Geração Ciência é resultado das atividades de Iniciação ao Jornalismo Científico realizadas no âmbito do Projeto Imunologia nas Escolas. Confira:



As estudantes, Ligia Lang Gonzalez, Sabrina Alves Santos, Ana Luisa Ferraz e Nayara Sousa Pina, assinam as matérias e as fotografias do jornal. Elas são alunas do terceiro ano do ensino médio da Escola Estadual Romeu de Moraes, onde acontece o projeto.

Este é o primeiro grupo a participar da Iniciação ao Jornalismo Científico. A atividade é coordenada por Patricia Santos, assessora de comunicação do Projeto Imunologia nas Escolas, com a colaboração de Cristiane Paião e Diego Freire, jornalistas.

Para esse contato com a divulgação científica, as estudantes conheceram processos do jornalismo como elaboração de pauta e apuração. Tiveram, também, aulas sobre técnicas básicas de entrevista, redação jornalística e fotojornalismo. Os temas das matérias, o tipo de publicação e até o título do jornal foram definidos pelas alunas.

Os encontros entre jornalistas e estudantes também foram momentos para discutir o papel do pesquisador na divulgação de ciência, a importância da atuação da mídia e do envolvimento do jovem com a cultura científica.

Ciência e divulgação

Desde que foi criado em 2010, o Projeto Imunologia nas Escolas realiza diversas ações que estimulam a reflexão crítica sobre a ciência. Mais detalhes aqui: http://goo.gl/SoJzr

Um dos diferenciais do projeto é o enfoque na construção do conhecimento científico. As atividades abordam questões como a lógica da pesquisa, as etapas, as controvérsias.

A divulgação também é um dos processos no universo da ciência. A partir dessa primeira experiência, a ideia é que mais alunos do Imunologia nas Escolas participem da Iniciação ao Jornalismo Científico.

Em breve teremos mais novidades!

terça-feira, 21 de maio de 2013

Intel Isef: Laura Tonidandel é premiada em feira mundial de ciências pré-universitária

A estudante Laura Rudella Tonidandel está entre os jovens cientistas premiados na Intel Isef (Intel International Science and Engineering Fair), maior feira internacional para estudantes pré-universitários. O evento aconteceu em Phoenix, Arizona, nos Estados Unidos, de 12 a 17 de maio de 2013.

Laura Tonidandel (centro) ganhou uma bolsa de estudos nos EUA e apoio para pesquisa
Foto: Luis Eduardo Selbach/Divulgação


Laura recebeu um dos Prêmios Especiais do evento, uma bolsa de estudos no valor de US$ 48.000,00 (cerca de R$ 98.000,00) na New American University, que fica no estado do Arizona. Outros US$ 2.500,00 (cerca de R$ 5.000,00) foram oferecidos à aluna para uso em pesquisa.

Estudante do terceiro ano do ensino médio do Colégio Dante Alighieri, na cidade de São Paulo, Laura foi premiada pelo projeto “Modificação da capacidade tronco das células mesenquimais humanas: a relação entre a positividade da Beta-Catenina com a proliferação e especialização celular”.

A pesquisa teve início em 2010 no Laboratório de Imunologia do Incor (Instituto do Coração, Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo - USP), instituição sede do iii-INCT (Instituto de Investigação em Imunologia – Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia).

O trabalho foi realizado com a orientação de Carolina Lavini Ramos, mestranda naquele ano, Verônica Coelho, pesquisadora do iii-INCT, e Sandra Tonidandel, coordenadora do programa Cientista Aprendiz no colégio.

Brasil na Intel Isef

Além de Laura, a delegação brasileira participante da feira neste ano foi composta por outros 27 estudantes. Eles representaram os projetos finalistas nas duas principais feiras pré-universitárias nacionais – Febrace (São Paulo, SP) e Mostratec (Novo Hamburgo, RS).

O Brasil conquistou o maior número de prêmios entre os países da América Latina na Intel Isef. O grupo retorna ao país com sete projetos premiados, com o total de nove prêmios. Confira a lista completa da premiação.

A feira reuniu em torno de 1.600 jovens cientistas, selecionados em cerca de 550 eventos de ciências classificatórios em mais de 70 países.

Jovens cientistas no Projeto Imunologia nas Escolas

Laura Tonidandel foi uma das primeiras alunas de pré-iniciação a ingressar em laboratórios do iii-INCT, em 2010. Por meio do Projeto Imunologia nas Escolas, o instituto já envolveu 12 estudantes do ensino médio com pesquisas de Pré-Iniciação Científica realizadas em laboratórios da USP. Saiba mais: projetoimunologianasescolas.blogspot.com .


Ocorreu um erro neste gadget